MEJ

Histórico

A primeira Empresa Júnior surgiu na França no ano de 1967. Com a expansão dessa iniciativa criou-se a primeira confederação em 1969, a Confederação Francesa de Empresas Júnior, que já reunia mais de 20 empresas à época.

Na década de 80, o modelo francês foi levado para países como Suíça, Bélgica, Espanha, Estados Unidos e Brasil.

Em 1988, por iniciativa da Câmara de Comércio e Indústria Franco-Brasileira, o conceito de empresa júnior chega ao país. Em termos quantitativos, o movimento brasileiro expandiu-se tanto que de 1988 a 1995, surgiram 100 empresas, número que foi atingido, no país de origem, em 19 anos, entre 1967 e 1986. Hoje existem cerca de 700 empresas júniores, que realizam mais de 2.000 projetos por ano, comprovando, dessa forma, o notável fortalecimento e crescimento do Movimento Empresarial Júnior no Brasil.

(fonte: Fejesp e Brasil Júnior)

Conceito

Uma empresa júnior é uma associação civil sem fins lucrativos e com fins educacionais, formada exclusivamente por alunos do ensino superior.

A Empresa Júnior deve ter como objetivos:

  • Proporcionar ao estudante aplicação prática de conhecimentos teóricos, relativos à área de formação profissional específica;
  • Desenvolver o espírito crítico, analítico e empreendedor do aluno;
  • Intensificar o relacionamento empresa-escola;
  • Facilitar o ingresso de futuros profissionais no mercado, colocando-os em contato direto com o seu mercado de trabalho;
  • Contribuir com a sociedade por meio da prestação de serviços, proporcionando especialmente ao micro, pequeno e médio empresário um trabalho de boa qualidade a preços acessíveis.

A Empresa Júnior NÃO pode ter como objetivos:

  • Captar recursos financeiros para a Instituição de Ensino por meio da realização dos seus projetos ou de outras atividades;
  • Captar recursos financeiros para seus integrantes através dos projetos ou de outras atividades;
  • Elevar o conceito do Curso e Instituição de Ensino diante do MEC e da Sociedade;
  • Realizar aplicações financeiras com fins de acumulação de capital.

Entidades representativas de Empresas Júnior

JADE (Confederação Européia de Empresas Juniores)

A JADE é a instituição máxima de empresas juniores na Europa e representa um total de 15 países, cooperando com várias organizações e empresas de referência no nível europeu, como a Comissão Européia ou a Microsoft.

Brasil Júnior (Confederação Brasileira de Empresas Júnior)

A Brasil Júnior é o órgão máximo regulador do Movimento Empresa Júnior e tem como finalidade representar as empresas júnior em nível nacional e desenvolver o Movimento Empresa Júnior como agente de educação empresarial e gerador de novos negócios. Ela é formada atualmente por 15 federações, representando 14 estados e o Distrito Federal.

Fejesp (Federação de Empresas Júnior do Estado de São Paulo)

A Fejesp representa as empresas juniores do estado de São Paulo perante a sociedade e o governo, fomentando a troca de conhecimento e o desenvolvimento de seus associados. Atualmente, a Fejesp é composta por 40 Empresas Juniores.

Núcleo Unesp

O Núcleo Unesp foi fundado em 2003 e é engajado na representação de suas empresas juniores frente a Universidade, a Federação e a Confederação. Atualmente o Núcleo UNESP conta com 32 empresas juniores filiadas e está presente em 15 cidades do estado.

(fonte: Fejesp, Brasil Júnior e Núcleo Unesp)

Carregando...